Projetos Sociais

CROCHET - MULHERES DO FREI

Mulheres do Frei situa-se em uma das comunidades mais carentes do estado de Santa Catarina no sul do Brasil, a do Frei Damião. Ela tem por objetivo gerar renda para as moradoras da comunidade, através do feitio de colares de crochê com alto valor agregado.

O projeto começou em 2003 quando algumas mulheres da comunidade se reuniam para conversar e fazer  crochê após os encontros da igreja. Com o tempo, tornaram-se uma associação e hoje são uma micro empresa social. Desta forma, as crocheteiras, todas mães de família, tem a possibilidade de trabalhar sem sair de casa. 

A favela do Frei Damião é a maior do Estado de Santa Catarina. Mais da metade desta comunidade vive com menos de um salário mínimo por mês. As atividades da Mulheres do Frei permitem a essas mulheres não somente gerar renda de forma digna, mas também trabalhar sua autoestima e autonomia.

Esse é um projeto que vai muito além do aspecto econômico, seu principal intuito é promover uma reflexão social. Enxerga pessoas, divulga culturas e busca um consumidor mais sensível a uma nova visão de valores.

CONTATO

FACEBOOK MULHERES DO FREI

SITE MULHERES DO FREI

MOSAICO - ATELIER DE IDEIAS

No ATELIER DE IDEIAS, resíduos descartados são transformados em acessórios e objetos de decoração. Além do trabalho de reciclagem, o atelier criou recentemente os Armários Coletivos, onde roupas e objetos usados são colocados a disposição de quem precisa.

Carina Zagonel é a idealizadora do Atelier de Ideias, onde todo tipo de material descartado é transformado em acessórios e objetos. O atelier vem há 17 anos espalhando não somente cores e criatividade de forma sustentável em Florianópolis, mas também um lindo projeto social: os Armários Coletivos, onde roupas são doadas, trocadas e compartilhadas com quem precisa. A ideia é de criar em cada bairro da cidade, um Armário Coletivo que permite, também, repensar nossa visão da colaboração, da troca e da transmissão uns com os outros.

A alma do Atelier de Ideias é inspirar as pessoas a criar e transformar coisas a partir de materiais reaproveitáveis. O trabalho é focado principalmente na produção de mosaicos e de marcenaria e conta hoje com uma rede de pessoas que já tem esse novo olhar e que retiram todos os dias matérias primas das ruas, tais como madeiras, materiais para embalagens, papelão e pedras de mosaico.

O trabalho desta equipe é de alta qualidade e prova que é possível ter um estilo de vida sustentável e consciente. 35% do valor de cada venda do atelier é revertido ao projeto Armário Coletivo. Peças exclusivas, conscientes e de bom gosto.

CONTATO

Atelier de ideias: 

Facebook Atelier de Ideias

SITE ATELIER DE IDEIAS

Armário Coletivo:

Facebook Armário Coletivo

 

PATCHWORK - ATELIER MIMI WOLF

A missão do ATELIER MIMI WOLF é transmitir conhecimentos às mulheres em privação de liberdade da penitenciária de Florianópolis, em um atelier de criação, corte e costura montado dentro da própria prisão.

Atelier-Mimi-Wolf-OK.gif

Após 20 anos trabalhando no mundo da moda paulistano, a estilista e empreendedora social Mimi Wolf mudou-se para Florianópolis com um projeto ousado de reintegração social. Sua missão: transmitir seus conhecimentos à detentas do presídio feminino da cidade, capacitando-as através de um atelier de costura montado dentro do local.

A ideia é de possibilitar à mulheres com privação de liberdade de criar e confeccionar produtos, para que estas possam reintegrar-se ao mercado e à sociedade, trabalhando a autoestima e revelando os seus talentos próprios.

As detentas que participam do atelier têm suas penas reduzidas e beneficiam de uma renda. Graças a este projeto, muitas mulheres que terminaram suas penas foram integradas no mercado de trabalho ou começaram seu próprio negócio artesanal, possibilitando a redução do índice de reincidência criminal.

No Brasil, apenas 7,4% da população carcerária é feminina. Por serem minoria, as mulheres não se beneficiam da mesma política pública direcionada aos presos do sexo masculino, o que faz com que sofram duplo preconceito, por serem mulheres e por estarem presas, estando cada vez mais longe dos direitos humanos.

Dentre as atividades desenvolvidas no atelier, está a produção das bolsas feitas com tecidos reaproveitados. Cada peça é exclusiva e feita de material 100% reciclado.

CONTATO

Facebook Mimi Wolf

Instagram: Mimiwolf3

55 48-99318081/ 55 48 32069198

mirianmoda3@gmail.com

 

RENDA DE BILRO - ARTHIS

A renda de bilro é uma das mais importantes manifestações culturais do sul do Brasil. O projeto ARTHIS tem o desafio de preservar este inestimável tesouro e transmitir esta arte ancestral às novas gerações, para que esta perdure e não caia no esquecimento.

Ao chegar em Florianópolis, há mais de 30 anos atrás, a artesã Salete Boschi largou a vida profissional para se dedicar à família. Encantada com a ilha, não imaginava que suas atividades manuais, praticadas por ela à guisa de hobbie, a levariam a ser uma das “protetoras” do mais tradicional artesanato da região: a renda de bilro.

Sua paixão por artesanato fez com que aos 50 anos, Salete ingressasse na faculdade de Moda do Estado de Santa Catarina, envolvendo-se ativamente com projetos de moda sustentável, onde comunidades locais são capacitadas através de projetos sociais.

A renda de bilro no Brasil é uma das mais ricas expressões da cultura popular, com forte presença na região nordeste e sul, especialmente em Santa Catarina. A técnica surgiu na Europa no século 15, difundindo-se na Bélgica, Itália e França e, posteriormente, em Portugal e Arquipélago dos Açores. Produzida inicialmente para adornar as alfaias das igrejas e o vestuário da nobreza, a arte do rendado logo foi absorvida por outras camadas da população.

No século 18, a renda foi introduzida em solo catarinense pelos portugueses, imigrantes dos Açores, que chegaram a partir de 1748 em busca de melhores condições de vida.

O maior desafio de resgate deste tesouro cultural é aliar a tradição à modernidade, sem perder a identidade local e ao mesmo tempo, desenvolver produtos atrativos para usuários, incentivando as novas gerações a investirem nesse artesanato tão importante, de forma a evitar sua extinção, para que permaneça como uma marca da identidade cultural regional.

flor-branca-cont-vermelho-miolo-branco.j

CONTATO

Salete Terezinha Soares Boschi

saleteboschi@gmail.com

55 (48) 99128302

https://www.facebook.com/salete.boschi

 

FUSING - VIDRO COM VIDA

O projeto VIDRO COM VIDA desenvolve oficinas que ensinam a transformação de vidro descartado em acessórios. A iniciativa gera renda para a comunidade de baixa renda do Morro da Queimada, em Florianópolis, que recebe aulas gratuitas e têm suas criações vendidas em diferentes pontos da cidade.

O projeto VIDRO COM VIDA tem como objetivo implantar a produção de acessórios através do beneficiamento e transformação do vidro descartado (garrafas, potes, vidros planos, espelhos), incentivando todos os envolvidos no processo da reciclagem.

Através de atividades e ações socioambientais artísticas e técnicas, o projeto promove a geração de trabalho e renda, contribuindo para o empoderamento da comunidade de baixa renda do Morro da Queimada, Florianópolis, SC, na Cooperativa de trabalho Coopersolar, intensificando assim a autonomia, autoestima e inclusão social, de homens e mulheres à partir de 16 anos.

O programa Vidro com Vida promove troca de informações, experiências e compartilhamento das responsabilidades, aprimorando a gestão, criação e consolidação de empreendimentos economicamente solidários. Há nove meses o programa vem sendo desenvolvido, com uma produção ainda pequena, mas já colhendo alguns frutos com a    comercialização em diversas bases, promovendo o conhecimento de novas formas de mercado, com a criação de novos pontos de venda, como internet, feiras de artesanato e Economia Solidária, órgãos públicos e empresas, estimulando assim a produção.

As oficinas acontecem na própria sede da cooperativa, situada na comunidade e também no atelier da artista vidreira e gestora do projeto, Rosângela Giuntini.

Hoje o programa encontra-se com baixa produção por estar aguardando recursos de políticas públicas e privadas, para a compra de ferramentas próprias, despesas com instrução e logística, para que assim possamos viabilizar a continuidade do programa capacitando-os para a auto sustentabilidade do projeto.

CONTATO

Tel.(48) 9960 7871

BLOG VIDRO COM VIDA

FACEBOOK VIDRO COM VIDA

ATELIER ÉTNICO - L'AFRIKANA

A L’AFRIKANA começou sua historia em Kabiria, favela da cidade de Nairobi, no Quênia. Inicialmente, ela oferecia curso de costura a refugiados de guerra, sendo também uma marca de roupas e decoração. Hoje, mais do que uma marca social, a L’afrikana tem por objetivo dar visibilidade ao trabalho de diversos artesãos refugiados tanto no Quênia quanto no Brasil, disseminando criações africanas inovadoras e de qualidade.

lafri2.jpg

 A L’AFRIKANA é uma marca social que foi idealizada no Quênia. O que começou como uma marca de roupas que formava seus artesãos, todos refugiados de guerra, transformou-se em uma iniciativa que conecta hoje artesãos e alfaiates africanos, em estado de refúgio e migração tanto no Quênia quanto no Brasil, a um mercado consumidor consciente.

Com o objetivo de disseminar criações africanas inovadoras e de qualidade, a marca possibilita que todos os artesãos e alfaiates parceiros continuem seus estudos, seja da nova língua local, o ensino fundamental, médio ou superior (de sua escolha), no país de asilo. Cientes de que refugiados e imigrantes têm pouca ou nenhuma abertura para se adaptarem e se sustentarem no novo país, a L’AFRIKANA busca tornar o período de asilo destes mais digno e construtivo, de forma que possa afetar suas perspectivas socioeconômicas positivamente e a longo prazo.

A marca trabalha há três anos com refugiados de guerra do Congo, Burundi e Ruanda no Quênia, tendo o seu trabalho reconhecido pela UNHCR Kenya (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados) e pela DRC (Danish Refugee Council) e agora expande suas ações sociais para o Brasil, que recebe uma demanda cada vez maior da diáspora africana por inclusão e assistência socioeconômica. A filosofia da L’AFRIKANA é: “Onde a pobreza persiste, não há verdadeira liberdade”, Nelson Mandela.

CONTATO

management@lafrikana.com

SITE L'AFRIKANA

FACEBOOK L'AFRIKANA

CENTRO EDUCACIONAL PARA CRIANCAS DEFICIENTES

O Centro Educacional para Crianças Deficientes do distrito 4 de Ho Chi Minh, no Vietnã, foi fundado em 1989 pelo monge budista Thich Tu Giang. Este centro budista ajudou no desenvolvimento de mais de 100 crianças deficientes nos últimos 23 anos, sendo a maioria delas autistas ou surdas.

C-E-V-11.gifC-E-V-12.gif

Com amor e devoção, mais de 25 professores e funcionários da escola vêm educando essas crianças a fazer coisas que são consideradas “normais” para a maioria das crianças mas que para elas, são um desafio. Esta escola funciona sob a supervisão do centro budista 4 de Ho Chi Minh. Ela é gratuita e subsidiada por instituições de caridade, doadores e organizações sem fins lucrativos.

A escola acredita na combinação terapêutica entre a medicina ocidental e oriental, o vegetarianismo, meditação, artes marciais, acupuntura e psicoterapia como métodos de ensino e reabilitação.

O diretor do Centro Educacional, Truong Van Phat (seu nome budista é Thich Tu Giang) passou toda a sua infância auxiliando pessoas pobres e sofredoras. Por ter crescido na época da Guerra, confrontou-se com a miséria e morte desde cedo. Por isto, Ele sonhava, desde pequeno, em ajudar os mais necessitados. Ele tornou-se médico e em 1963 tornou-se monge. Desde então tem ajudado muitas pessoas, especialmente os soldados de Guerra injuriados e crianças de rua. Ele considera 1989 o ano mais importante de sua vida, pois foi quando realizou o sonho de construir este centro especializado para crianças deficientes.

porte-cle-jaune-2.gif

CONTATO

Add: 91 Nguyễn Khoái, phường 1, quận 4, TP.HCM

Phone: (08) 3.9401.282 _ Cell phone: 094.807.6228 (mrs. Lợi)

Email: giaoductrekhuyettatq4@yahoo.com

  • Colar Margarida - Atelier de Ideias
    Disponível
    Colar Margarida

    No ATELIER DE IDEIAS, resíduos descartados são transformados em acessórios e objetos de decoração. Além do trabalho de reciclagem, o atelier criou recentemente os Armários Coletivos, onde roupas e objetos usados são colocados a disposição de quem precisa.

  • Colar Primavera
    Disponível
    Colar Primavera

    No ATELIER DE IDEIAS, resíduos descartados são transformados em acessórios e objetos de decoração. Além do trabalho de reciclagem, o atelier criou recentemente os Armários Coletivos, onde roupas e objetos usados são colocados a disposição de quem precisa.

  • Bolsa Joaquina
    Disponível
    Bolsa Joaquina

    A renda de bilro é uma das mais importantes manifestações culturais do sul do Brasil. O projeto ARTHIS tem o desafio de preservar este inestimável tesouro e transmitir esta arte ancestral às novas gerações, para que esta perdure e não caia no esquecimento.

  • Bolsa Canto da Lagoa
    Disponível
    Bolsa Canto da Lagoa

    A renda de bilro é uma das mais importantes manifestações culturais do sul do Brasil. O projeto ARTHIS tem o desafio de preservar este inestimável tesouro e transmitir esta arte ancestral às novas gerações, para que esta perdure e não caia no esquecimento.

  • Bolsa Moçambique
    Disponível
    Bolsa Moçambique

    A renda de bilro é uma das mais importantes manifestações culturais do sul do Brasil. O projeto ARTHIS tem o desafio de preservar este inestimável tesouro e transmitir esta arte ancestral às novas gerações, para que esta perdure e não caia no esquecimento.

  • Bolsa Pântano do Sul
    Disponível
    Bolsa Pântano do Sul

    A renda de bilro é uma das mais importantes manifestações culturais do sul do Brasil. O projeto ARTHIS tem o desafio de preservar este inestimável tesouro e transmitir esta arte ancestral às novas gerações, para que esta perdure e não caia no esquecimento.

  • Bolsa Praia dos Açores
    Disponível
    Bolsa Praia dos Açores

    A renda de bilro é uma das mais importantes manifestações culturais do sul do Brasil. O projeto ARTHIS tem o desafio de preservar este inestimável tesouro e transmitir esta arte ancestral às novas gerações, para que esta perdure e não caia no esquecimento.

  • Bolsa Congo
    Disponível
    Bolsa Congo

    A L’AFRIKANA começou sua historia em Kabiria, favela de Nairobi, no Quênia. Ela oferecia curso de costura a refugiados de guerra, sendo também uma marca de roupas e decoração. Hoje, mais do que uma marca social, a L’afrikana tem por objetivo dar visibilidade ao trabalho de diversos artesãos refugiados tanto no Quênia quanto no Brasil, disseminando...

  • kikoy Rosa
    Disponível
    Pink Kikoy

    A L’AFRIKANA começou sua historia em Kabiria, favela de Nairobi, no Quênia. Ela oferecia curso de costura a refugiados de guerra, sendo também uma marca de roupas e decoração. Hoje, mais do que uma marca social, a L’afrikana tem por objetivo dar visibilidade ao trabalho de diversos artesãos refugiados tanto no Quênia quanto no Brasil, disseminando...

  • kikoy Lilas
    Disponível
    Violet Kikoy

    A L’AFRIKANA começou sua historia em Kabiria, favela de Nairobi, no Quênia. Ela oferecia curso de costura a refugiados de guerra, sendo também uma marca de roupas e decoração. Hoje, mais do que uma marca social, a L’afrikana tem por objetivo dar visibilidade ao trabalho de diversos artesãos refugiados tanto no Quênia quanto no Brasil, disseminando...

  • Black kikoy
    Disponível
    Black Kikoy

    A L’AFRIKANA começou sua historia em Kabiria, favela de Nairobi, no Quênia. Ela oferecia curso de costura a refugiados de guerra, sendo também uma marca de roupas e decoração. Hoje, mais do que uma marca social, a L’afrikana tem por objetivo dar visibilidade ao trabalho de diversos artesãos refugiados tanto no Quênia quanto no Brasil, disseminando...

  • Bolsa Patchwork 2
    Disponível
    Bolsa Patchwork 2

    A missão do ATELIER MIMI WOLF é transmitir conhecimentos às mulheres em privação de liberdade da penitenciária de Florianópolis, em um atelier de criação, corte e costura montado dentro da própria prisão.

  • Bolsa Patchwork 3
    Disponível
    Bolsa Patchwork 3

    A missão do ATELIER MIMI WOLF é transmitir conhecimentos às mulheres em privação de liberdade da penitenciária de Florianópolis, em um atelier de criação, corte e costura montado dentro da própria prisão.

  • Bolsa Patchwork 4
    Disponível
    Bolsa Patchwork 4

    A missão do ATELIER MIMI WOLF é transmitir conhecimentos às mulheres em privação de liberdade da penitenciária de Florianópolis, em um atelier de criação, corte e costura montado dentro da própria prisão.

  • Bolsa Patchwork 5
    Disponível
    Bolsa Patchwork 5

    A missão do ATELIER MIMI WOLF é transmitir conhecimentos às mulheres em privação de liberdade da penitenciária de Florianópolis, em um atelier de criação, corte e costura montado dentro da própria prisão.

  • Bolsa Patchwork 6
    Disponível
    Bolsa Patchwork 6

    A missão do ATELIER MIMI WOLF é transmitir conhecimentos às mulheres em privação de liberdade da penitenciária de Florianópolis, em um atelier de criação, corte e costura montado dentro da própria prisão.

  • Bolsa Patchwork 8
    Disponível
    Bolsa Patchwork 8

    A missão do ATELIER MIMI WOLF é transmitir conhecimentos às mulheres em privação de liberdade da penitenciária de Florianópolis, em um atelier de criação, corte e costura montado dentro da própria prisão.

  • Bolsa patchwork 9
    Disponível
    Bolsa patchwork 9

    A missão do ATELIER MIMI WOLF é transmitir conhecimentos às mulheres em privação de liberdade da penitenciária de Florianópolis, em um atelier de criação, corte e costura montado dentro da própria prisão.

  • Bolsa Patchwork 10
    Disponível
    Bolsa Patchwork 10

    A missão do ATELIER MIMI WOLF é transmitir conhecimentos às mulheres em privação de liberdade da penitenciária de Florianópolis, em um atelier de criação, corte e costura montado dentro da própria prisão.

  • Bolsa Patchwork 12
    Disponível
    Bolsa Patchwork 11

    A missão do ATELIER MIMI WOLF é transmitir conhecimentos às mulheres em privação de liberdade da penitenciária de Florianópolis, em um atelier de criação, corte e costura montado dentro da própria prisão.

  • Colar Coração Azul Marinho
    Disponível
    Colar Coração Azul Marinho

    No ATELIER DE IDEIAS, resíduos descartados são transformados em acessórios e objetos de decoração. Além do trabalho de reciclagem, o atelier criou recentemente os Armários Coletivos, onde roupas e objetos usados são colocados à disposição de quem precisa.